10 Músicas Para Velório – Opções Clássicas e Como Escolher

Como escolher músicas para velório? Como ter ideias para um momento tão triste, mas que também queremos homenagear a pessoa querida que partiu? Bem, a tarefa pode não ser fácil, sabemos. Mas é sobre isso que falamos abaixo. E se a música é uma parte tão importante da vida de tantos de nós, humanos, por que não ser parte, também, da despedida final?

Neste artigo de hoje do Blog do Grupo Zelo, trazemos 10 sugestões de música para velório e mais 3 ideias que podem ajudá-lo se você optar por ter um músico ou colocar música ambiente em um velório. Boa leitura, boa audição.

Músicas Para Velório: Música Clássica

O que chamamos de música clássica ou erudita, na verdade, diz respeito a uma grande variedade de estilos e compositores que viveram e compuseram música ao longo de vários clássicos. De toda forma, uma das escolhas seguras para um serviço funerário é, exatamente, este gênero que nos acostumamos a chamar de clássico.

Estas são algumas opções, seja para tocar em auto-falantes ou para solicitar a um músico contratado.

1 – Marcha Fúnebre, Frederic Chopin

2 – Ave Maria, Schubert

3 – As Quatro Estações, Chopin

4 – Suíte nº 3, Bach

5 – Adagio for Strings, Barber

Músicas Para Velório: Música Popular 

É claro, também há ótimas opções dentro da música popular. As 5 sugestões abaixo são canções que podem ajudar a prestar uma bela homenagem tanto por suas letras, quanto por suas melodias. 

Também, podem funcionar tanto para serem tocadas – com letra e música – quanto apenas a melodia sendo tocada por um violonista ou outro músico.

1 – Gostava tanto de você, Tim Maia

2 – My way, Frank Sinatra

3 – Wish you were here, Bee Gees

4 – Hallelujah, Leonard Cohen

5 – Como é grande o meu amor por você, Roberto Carlos

Hino do time de coração

Arrigo Sacchi, ex-técnico de futebol italiano, tem uma frase bastante famosa entre os apaixonados pelo esporte mais popular do mundo: “O futebol é a coisa mais importante dentre as coisas menos importantes”

E como estamos no Brasil, não é segredo que para muitos de nós o futebol é muito mais que um passatempo – é a coisa mais importante entre as menos importantes. 

Se a pessoa querida falecida era uma apaixonada pelo esporte bretão, tocar o hino do time do coração da pessoa pode ser uma linda homenagem. Assim como velá-la com a bandeira do clube ou outro item que remeta à paixão pelo time. 

Muito provavelmente, você pode encontrar várias versões do hino do time em questão. Seja a versão original, apenas o instrumental ou até mesmo em outro ritmo que combine mais com o gosto da pessoa falecida (como uma versão em rock e com guitarra de um hino que era originalmente uma marca, por exemplo).

Músicas religiosas

É claro que as canções religiosas – gospel, se preferir – têm espaço também quando o assunto é música para velório. Se a pessoa falecida comungava de alguma fé, nada mais natural do que levar isso para a cerimônia de despedida.

Qual canção, no entanto, vai depender de qual era a fé da pessoa. Entre católicos, por exemplo, Noites Traiçoeiras, famosa na voz do Padre Marcelo Rossi, mas com várias outras gravações, é bastante popular.

Já se a pessoa era protestante, a melhor escolha vai depender de qual a Igreja e denominação era da fé da pessoa falecida. Praticantes do espiritismo, candomblé, umbanda e tantas outras manifestações de fé terão também suas músicas que ou foram pensadas para momentos como este ou, então, naturalmente se conectam com o momento da despedida.

Música para velório não precisa ser triste ou falar sobre a perda

Por fim, vale lembrar que não existe nada que obrigue que a música tocada em um funeral seja triste ou fale, na sua letra, sobre os temas da morte, despedida, saudade… 

Se a pessoa falecida amava samba, por que não tocar samba? Se a pessoa era apaixonada pela banda inglesa Queen, por que não tocar uma canção da banda favorita da pessoa que partiu? Veja, estes são apenas dois exemplos, mas o ponto principal é que quando o assunto é música para velório, vale mais a homenagem e como ela se conecta com a memória daquela pessoa que partiu.

Em muitos casos, inclusive, há um pedido, em vida, da pessoa falecida para que o serviço de velório não seja apenas feito da inevitável tristeza, mas também um momento de lembrar – com alegria – da vida da pessoa que partiu. Neste sentido, músicas que vão além dos lugares-comuns de tristeza e saudade podem ser uma bela maneira não apenas de homenagear, mas também de respeitar a vontade de quem se foi.

Se você gostou deste conteúdo, confira também nosso conteúdo 11 músicas sobre luto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG DO GRUPO ZELO!

Luto, cultura, espiritualidade e muito mais. Receba nossos conteúdos em seu e-mail.