Por Que Acendemos Velas aos Mortos? É Bíblico? Veja 4 Perguntas e Respostas

Por Que Acendemos Velas aos Mortos? É Bíblico? Veja 4 Perguntas e Respostas

Acender velas aos mortos, àqueles que partiram, é uma tradição que todos nós reconhecemos, não é mesmo? Para alguns, há ali um significado de vigília, para outros um amplificador das orações; o significado, para os cristão, pode remeter também à onipresença de Cristo, que é a luz.

Mas você já se perguntou de onde vem essa tradição? Será que acender velas aos mortos é bíblico? É algo presente apenas em culturas cristãs ou também aparece em outras fés? Essas são algumas perguntas que respondemos por aqui hoje. Siga conosco e boa leitura.

Acender velas aos mortos é bíblico?

O ato em si de acender velas aos mortos não é bíblico por si só. Ou seja, não é um hábito relatado na Bíblia. Porém, a “luz” é um símbolo muito forte e muito presente tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.

São muitos os trechos que poderíamos citar em que a luz aparece como um símbolo, uma ideia, importante, mas podemos lembrar, por exemplo, de Mateus 5, que inclusive faz referência à candeia, um tipo de objeto que usava cera e servia para a iluminação:

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte,

Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

Ou seja, a luz e a iluminação aparecem, sim, na Bíblia como símbolo e metáfora, mas não especificamente como parte de algum tipo de ritual ou homenagem aos mortos.

Este é um costume antigo?

Embora não seja diretamente indicado na Bíblia, este é um costume muito antigo, com relatos desde os primeiros séculos do catolicismo e também presente entre judeus e outras denominações judaico-cristãs.

Como comentamos, existe um simbolismo forte associado à vigília, manter-se alerta e em oração, além do próprio símbolo de proximidade com Cristo (representado na luz).

Se não é bíblico, é pecado?

Se essa questão em específico te causa algum tipo de aflição, o melhor é conversar com a sua autoridade religiosa – pastor, padre ou equivalente. Mas a maior parte das fontes indicam que não é, de forma alguma, um pecado. 

Seria pecado apenas, segundo a maior parte dos entendimentos, usar as velas como parte de alguma idolatria, feitiçaria ou algo do tipo. Outro entendimento possível é de que não é bíblico ou cristão “conversar com os mortos” – ou seja, a vela não deve ser vista pelo cristão como um meio, um intermédio, para se estabelecer um diálogo com outro plano, o que seria pecado.

No geral, acendemos velas pois nos trazem conforto; gostamos do calor, do cheiro, dos muitos símbolos positivos associados à luz. No entanto, é importante reforçar que mesmo dentro das denominações cristãs pode haver entendimentos diferentes quanto a questões como essa.

Particularmente entre os católicos, a vela está muito presente em diversas liturgias e momentos, tendo seu uso simbólico incentivado pela Igreja e sendo usada seja no batismo, seja nas homenagens aos mortos.

Outras culturas acendem velas aos mortos?

Infelizmente, existem poucas pesquisas e levantamentos que vão mais a fundo neste tema. Porém, como comentamos, a vela também está fortemente presente na cultura judaica e também aparece em algumas culturas e fés indígenas do continente americano.

Em outras fés, como a islâmica, esta não é uma prática presente ou incentivada; em algumas práticas do extremo oriente, como feng shui, é possível encontrar textos diretamente desincentivando a prática de acender velas aos mortos.

Acender velas aos mortos – considerações finais

Como vimos, acender velas aos mortos é uma tradição cercada de símbolos positivos. Para além dos símbolos, as velas podem ter significados pessoais ou simplesmente trazer conforto àquele que está de luto ou rememorando a pessoa falecida. 

Assine nossa newsletter

Se você gostou deste conteúdo, você pode assinar nossa newsletter e receber os novos conteúdos diretamente no seu e-mail: assim você não perde nada. Por aqui, nós falamos sobre luto, fé e espiritualidade e muito mais.

É grátis e você pode cancelar a inscrição a qualquer momento. Basta deixar seu nome e e-mail no formulário logo abaixo deste artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

ASSINE A NEWSLETTER DO BLOG DO GRUPO ZELO!

Luto, cultura, espiritualidade e muito mais. Receba nossos conteúdos em seu e-mail.