O Que a Bíblia Diz Sobre Cremação? Veja 12 Perguntas e Respostas

o que a bíblia diz sobre cremação

Se você é uma pessoa de fé cristã, é possível que tenha interesse em saber o que a Bíblia diz sobre a cremação. Afinal, nada mais justo para aqueles que seguem a fé cristã do que buscar orientação para a questão do destino do corpo após a morte na Bíblia, certo?

A questão sobre o que a Bíblia diz sobre a cremação é o nosso tema de hoje, e trazemos 12 perguntas e respostas sobre o tema. Também falamos sobre o que a Igreja Católica, por meio do Vaticano, diz sobre cremação, se a cremação é pecado e como a questão é vista entre evangélicos e também em outras religiões.

Boa leitura!

O que a Bíblia diz sobre cremação e outras questões em 12 perguntas e respostas

Para abordar o sobre o que a Bíblia diz sobre cremação e a relação entre a prática da cremação e a fé cristã, organizamos 12 perguntas e respostas para você. Nossas fontes foram textos de líderes religiosos, estudiosos dos textos bíblicos e, é claro, a própria Bíblia.

1. O que a Bíblia diz sobre cremação?

A Bíblia cita a cremação algumas vezes, especialmente ao longo do Antigo Testamento, mas em nenhum momento condena ou endossa tal prática.

2. A cremação é pecado segundo a Bíblia?

Não. Como comentamos acima, não há nenhum tipo de condenação à cremação na Bíblia, tampouco a cremação é mencionada como pecado, seja no Antigo ou Novo Testamento.

3. Apenas infiéis e pecadores eram cremados segundo a Bíblia?

Não. Existem passagens na Bíblia em que figuras vistas como pecadores ou infiéis têm seus corpos cremados, mas também há passagens em que os corpos de fiéis têm o mesmo destino, como é o caso de Saul e seus filhos.

Este episódio é contado no Primeiro Livro de Samuel, 31, 11-13:

“Quando os habitantes de Jabes-Gileade ficaram sabendo o que os filisteus tinham feito com Saul,os mais corajosos dentre eles foram durante a noite a Bete-Seã. Baixaram os corpos de Saul e de seus filhos do muro de Bete-Seã e os levaram para Jabes, onde os queimaram. Depois enterraram seus ossos debaixo de uma tamargueira em Jabes e jejuaram durante sete dias.”

Nesta passagem vemos que o povo de Jabes-Gileade recupera o corpo de Saul e seu filhos, que havia sido exposto como troféu pelos filisteus, e como forma de dar um destino correto aos corpos, decide queimá-los, enterrando apenas os ossos, que muito provavelmente não se tornaram cinzas após a cremação.

4. A cremação era comum nos tempos bíblicos?

Como mostramos, há citações a pessoas que são cremadas na Bíblia, mostrando que a prática não era incomum ou tida como estranha

No entanto, é verdade, há um maior o número de referências ao sepultamento, que era o destino mais comum e encorajado entre os israelitas e é citado mais vezes tanto no Antigo como no Novo Testamento. Por outro lado, muitos desses sepultamentos eram realizados em tumbas e cavernas, e não à terra, como é prática atualmente. 

5. A cremação impede a ressurreição do corpo?

A ideia de que a cremação, por levar o corpo às suas cinzas, de alguma forma poderia atrapalhar, dificultar ou impedir a ressurreição do corpo é uma ideia negada pela grande maioria das denominações cristãs e estudiosos da Bíblia.

O primeiro motivo para negar esta ideia é a onipotência de Deus que, todo poderoso, não teria porque ser impedido de ressuscitar o fiel por causa do destino de seu corpo. O segundo motivo é que em nenhuma das vezes que a Bíblia faz referência à ressurreição é citado qualquer impedimento do tipo. Veja o exemplo de Tessalonicenses, 4, 13-18:

“Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram. Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem. Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. Consolem-se uns aos outros com essas palavras”.

O entendimento atual mais comum, repetido por fiéis e estudiosos de diferentes orientações cristãs, é de que a cremação apenas acelera o processo de que o corpo se torne cinzas e não apresenta nenhum tipo de prejuízo à ressurreição do fiel.

6. O que a Igreja Católica e o Vaticano dizem sobre a cremação?

A Igreja Católica autoriza a cremação entre seus fiéis. A última instrução da Igreja Católico sob o tema é de 2006 e teve o nome de Instrução Ad resurgendum cum Christo a propósito da sepultura dos defuntos e da conservação das cinzas da cremação.

O texto é bastante claro ao autorizar que os católicos sejam cremados:

“Onde por razões de tipo higiênico, econômico ou social se escolhe a cremação; escolha que não deve ser contrária à vontade explícita ou razoavelmente presumível do fiel defunto, a Igreja não vê razões doutrinais para impedir tal práxis; uma vez que a cremação do cadáver não toca o espírito e não impede à onipotência divina de ressuscitar o corpo. Por isso, tal fato, não implica uma razão objetiva que negue a doutrina cristã sobre a imortalidade da alma e da ressurreição dos corpos”.

Ou seja, a Igreja Católica não condena a cremação, ressaltando a importância de respeitar a vontade do fiel falecido. O texto do Vaticano ainda destaca que a cremação não deve ser feita por motivos contrários à doutrina cristã.

Por fim, o texto do Vaticano também aborda o tema da destinação das cinzas, dizendo o seguinte:

“As cinzas do defunto devem ser conservadas, por norma, num lugar sagrado, isto é, no cemitério ou, se for o caso, numa igreja ou num lugar especialmente dedicado a esse fim determinado pela autoridade eclesiástica”.

Ou seja, é recomendado aos católicos que conversem com a autoridade local – normalmente o padre da paróquia frequentado pelo fiel – para buscar orientações sobre o destino das cinzas.

7. A Igreja Católica já proibiu a cremação no passado?

Sim. A cremação é permitida aos católicos desde que o papa Paulo VI a autorizou por meio de um ofício em 1963.

8. Então, católicos podem ser cremados?

Sim. Católicos podem ser cremados e a prática é explicitamente autorizada pelo Vaticano.

9. Católicos cremados podem ser velados e receber os rituais de despedida?

Sim. No mesmo texto do Vaticano que citamos anteriormente é dito que “[A Igreja] acompanha a escolha da cremação seguindo as respectivas indicações litúrgicas e pastorais, evitando qualquer tipo de escândalo ou de indiferentismo religioso”.

Em resumo: não existe nenhum tipo de prejuízo em termos cerimoniais para o católico que for cremado.

10. Evangélicos podem ser cremados?

A maioria das igrejas protestantes aceitam a cremação. Algumas delas, como a presbiteriana e luterana, autorizam a prática explicitamente. 

Caso você seja membro de uma igreja evangélica e não encontrou uma orientação específica sobre o tema, recomendamos que busque orientação com sua autoridade religiosa.

11. Outros cristãos podem ser cremados?

Outras denominações cristãs podem ter orientações distintas sobre o tema da cremação. Em alguns casos a cremação é permitida; em outras, não é proibida, mas o sepultamento é recomendado. Já em algumas denominações ortodoxas a cremação não é autorizada.

12. O que outras religiões dizem sobre a cremação?

Entre os espíritas, a cremação é autorizada, mas é exigida uma espera de 72 horas; este tempo é visto como necessário – na fé espírita – para que o espírito realize o processo de desencarnar e abandonar o corpo físico.

Entre budistas e hindus a prática é aceita e preferencial. Hare krishnas e sikhs também a autorizam.

Já nas religiões brasileiras de matriz africana, como a umbanda e candomblé, há diferentes interpretações sobre a questão e recomenda-se que o tema seja discutido com a autoridade e comunidade religiosa. De maneira geral, os candomblecistas não incentivam a prática da cremação, preferindo que o corpo seja reunido com a terra.

Por fim, nas outras duas grandes religiões monoteístas fora o cristianismo, o judaísmo e o islamismo, a prática da cremação é vetada.

O Que a Bíblia Diz Sobre Cremação? – Considerações Finais

Neste artigo sobre o que a Bíblia diz sobre cremação, aprendemos que a prática de cremar os corpos dos falecidos não é condenada na Bíblia. Também passamos sobre as orientações mais recentes da Igreja Católica Romana e outras denominações a respeito do tema. 

Esperamos que você tenha gostado deste artigo. Ele foi produzido com carinho e respeito pela equipe do Grupo Zelo, o maior grupo de assistência e planos funerários do Brasil, com mais de 4 milhões de clientes. Caso você tenha interesse em contratar um plano funerário com cremação, você pode entrar em contato conosco.

Baixe Grátis | 20 imagens com versículos e salmos para consolação do luto

Preparamos um presente para você! É só clicar na imagem abaixo e você receberá grátis 20 imagens exlcusivas com salmos e versículos para baixar e compartilhar por WhatsApp, Facebook ou onde mais quiser!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima