Necroturismo: Uma Jornada pelos Cemitérios e Seu Significado Cultural

Você gosta de cemitérios? Para algumas pessoas a resposta pode ser um “claro que não!”. Afinal, quem gosta de cemitérios? Para outras pessoas, no entanto, ir ao cemitério rende momentos da mais pura paz e reflexão. Mas para outras, até mais do que isso! Tem gente que sempre que está visitando uma nova cidade faz questão de visitar o cemitério local. Alguns cemitérios, além disso, são tidos como “parada obrigatória” para turistas. A isso damos o nome de necroturismo – o turismo da morte!

O necroturismo, uma prática que tem ganhado crescente popularidade, vai além das tradicionais viagens turísticas. Estamos falando, então, de uma jornada pela história, arte, arquitetura, cultura e espiritualidade, levando os visitantes a explorar cemitérios notáveis ao redor do mundo. 

O que é Necroturismo e sua crescente popularidade

O necroturismo envolve a visita a cemitérios e outros espaços mórbidos ou fúnebres por razões culturais, históricas ou espirituais. Então, à medida que as sociedades buscam conexões mais profundas com seu passado, essa prática tem conquistado um lugar de destaque no turismo contemporâneo.

Além disso, cada vez mais, cemitérios passam a ser vistos como lugares de preservação da arquitetura e arte de uma cidade, região ou país ao longo da sua história.

Necroturismo e tursmo de cemitério são a mesma coisa?

Bem, se você chegou até aqui pode estar se perguntando se, afinal, necroturismo, então, é só outro jeito de falar “fazer turismo em cemitérios”. Respondendo à pergunta: depende. A maior parte das definições de necroturismo que encontramos durante a pesquisa para este artigo são mais abrangentes do que apenas cemitérios.

Ou seja, locais como catacumbas, mausoléus e outros espaços fúnebres, normalmente, estão incluídos nas “rotas do necroturismo”. Se pensarmos bem sobre, poderíamos dizer que as pirâmides egípcias são uma forma de necroturismo, não é mesmo? Podemos observar, no entanto, que estes locais (pelo menos aqueles antigos) sempre foram vistos como lugares turísticos. Por isso, é comum que o termo necroturismo se refirma, mais especificamente, à ideia de fazer turismo em espaços modernos, criados nos últimos poucos séculos. Particularmente, os cemitérios.

Motivações por trás do interesse em visitar cemitérios

A curiosidade sobre figuras históricas, a arquitetura elaborada de túmulos e a busca por uma compreensão mais profunda da finitude da vida são algumas das razões que motivam os entusiastas do necroturismo.

Quais cemitérios atraem mais turistas?

Pere Lachaise, Paris: Uma Visita aos Túmulos de Figuras Icônicas

Pere Lachaise, Paris: uma visita aos túmulos de figuras icônicas

Pere Lachaise, em Paris, é lar dos túmulos de personalidades como Jim Morrison e Oscar Wilde. Este cemitério histórico é um testemunho da rica herança cultural da cidade luz.

Famosos enterrados no Pere Lachaise

Jim Morrison: lendário vocalista da banda The Doors.

Oscar Wilde: renomado escritor irlandês, conhecido por suas obras como “O Retrato de Dorian Gray”..

Édith Piaf: icônica cantora francesa.

Frédéric Chopin: renomado compositor e pianista polonês, conhecido por suas obras românticas e influências duradouras na música clássica, como o Piano Sonata No.2, mais conhecido como Marcha Fúnebre.

Édouard Manet: um dos pioneiros do movimento impressionista na pintura.

Marcel Proust: influente escritor francês, autor de “Em Busca do Tempo Perdido”.

Honoré de Balzac: escritor francês, conhecido por sua série “A Comédia Humana”, tem seu túmulo em Pere Lachaise.

Allan Kardec: autor francês, é o “codificador” do espiritismo.

Cemitério Highgate, Londres: mistério e história Gótica

Cemitério Highgate, Londres: Mistério e História Gótica

Em Londres, o Cemitério Highgate oferece uma atmosfera gótica e um refúgio verde em meio à selva de pedra. Além disso, as sepulturas ornamentadas contam histórias de épocas passadas, envoltas em um mistério que atrai visitantes de todo o mundo.

Famosos enterrados no Cemitério Highgate

Douglas Adams: amado autor britânico, mais conhecido por “O Guia do Mochileiro das Galáxias”,

Karl Marx: filósofo, economista e autor de “O Capital” e “Manifesto Comunista”.

Michael Faraday: influente cientista e físico inglês, conhecido por suas contribuições para o eletromagnetismo e a eletroquímica.

George Michael: icônico cantor e compositor britânico, famoso por sua carreira solo e como membro do duo Wham!.

Cemitério da Recoleta, Buenos Aires: arte e arquitetura em lápides

Na Argentina, o Cemitério da Recoleta é uma galeria a céu aberto de esculturas e arquitetura impressionantes. Cada lápide conta uma história, transformando este cemitério em um museu ao ar livre. Experimente, então, buscar por guias turísticos da cidade de Buenos Aires e você verá que na maioria deles, “La Recoleta” é considerado uma parada obrigatória para quem visita a capital argentina.

Famosos enterrados no cemitério da Recoleta

Cemitério da Recoleta, Buenos Aires: Arte e Arquitetura em Lápides. Túmulo de Eva Peron

Eva Perón: ex-primeira-dama argentina, imortalizada em “Evita” e pela canção “No llores por mi Argentina“.

Adolfo Bioy Casares: renomado escritor argentino, autor de “La invención de Morel”.

Carlos Gardel: ícone maior do tango argentino e um dos mais importantes cantores do gênero.

Veja Também: Quais São os Cemitérios Mais Famosos do Mundo?

Necroturismo no Brasil

O turismo de cemitérios também tem seu lugar no Brasil! Nas nossas duas maiores cidades, as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, dois cemitérios históricos atraem milhares de turistas todos os anos!

Cemitério da Consolação, São Paulo: marco histórico
Cemitério da Consolação, São Paulo: Um Marco Histórico

O Cemitério da Consolação, em São Paulo, é mais que um local de repouso; é um marco histórico. Dessa forma, suas sepulturas contam a história da cidade e de seus habitantes ilustres.

Cemitério São João Batista, Rio de Janeiro: arte e cultura em sepulturas
cemiterio sap joao batista

No Rio de Janeiro, o Cemitério São João Batista é um tesouro cultural. Suas sepulturas artísticas celebram a arte e a cultura brasileiras.

Necroturismo como forma de preservar a memória

Além de proporcionar experiências únicas, o necroturismo também desempenha um papel crucial na preservação da memória coletiva. Nesse sentido, a visita a cemitérios é uma forma de manter viva a história e honrar aqueles que nos precederam.

Aspectos culturais e religiosos do Necroturismo

Rituais e tradições em torno de cemitérios

O necroturismo, então, está intrinsecamente ligado a rituais e tradições. Em diferentes culturas, dessa forma, a visita aos cemitérios é acompanhada por práticas que homenageiam os entes queridos e celebram a vida.

Influência da religião e os espaços de descanso

A religião desempenha um papel significativo na forma como percebemos os cemitérios. A diversidade de crenças moldam a arquitetura e os rituais associados, tornando cada local único.

Impacto psicológico do Necroturismo

Reflexões sobre a nossa mortalidade

O necroturismo provoca reflexões profundas sobre a mortalidade, oferecendo, dessa maneira, aos visitantes a oportunidade de considerar a efemeridade da vida e apreciar o presente.

O papel terapêutico de visitar cemitérios

Surpreendentemente, a visita a cemitérios pode ter um impacto terapêutico positivo. Ao confrontar a finitude, as pessoas podem encontrar consolo e inspiração para viver plenamente.

Além disso, muitos “apaixonados por cemitérios” relatam que estes espaços ganham o aspecto de fuga da loucura urbana. Em grandes cidades dominadas por prédios e concreto, muitas vezes o cemitério é um recanto! Um espaço onde prédios não existem e o concreto dá lugar à grama.

Em resumo, o necroturismo é mais que uma simples visita a cemitérios; é uma jornada enriquecedora que transcende o tempo. Ao explorar esses espaços, os visitantes mergulham na história, cultura e espiritualidade, encontrando significado em lugares que muitas vezes são esquecidos. O respeito e a sensibilidade devem sempre guiar essa prática, reconhecendo a importância dos cemitérios como locais de memória e reflexão.

Conheça os cemitérios que são administrados pelo Grupo Zelo e entre em contato para receber mais informações sobre os preços e condições de pagamento para a aquisição de um jazigo perpétuo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima