A Importância da Despedida Final em 5 Pontos

despedida final

Os momentos que envolvem a despedida final são necessários para que a família, amigos e pessoas conhecidas possam dar o tão difícil adeus. Também é uma forma de prestar respeito e homenagem a alguém que passou pelo mundo de forma importante.

Pode ser bastante difícil aceitar uma nova vida sem a pessoa que amamos, afinal, são muitos momentos juntos, histórias compartilhadas e bastante amor envolvido.

Um dos primeiros passos para viver um luto menos doloroso é justamente conseguir dar um adeus final, independente de como seja a cerimônia de despedida do ente querido.

Hoje, vamos falar sobre a importância da despedida final e te ajudar a entender os principais motivos pelos quais acreditamos ser necessário presenciar os rituais de passagem.

Despedida final: o fechamento de um ciclo

Os rituais de passagem, como o velório e o sepultamento, por exemplo, representam um fechamento de um ciclo para quem deixou este plano e o início de outro para quem fica.

As despedidas são carregadas de significados em diversas culturas ao redor do mundo e, geralmente, são espaços para que familiares e amigos sintam-se acolhidos em um momento difícil.

Dessa forma, a despedida final é o momento ideal para que os mais íntimos do enlutado possam dar total apoio e suas consolações, com o objetivo de tornar essa nova realidade menos complicada.

Sabendo a importância de uma última despedida, nós separamos 5 principais motivos para vivenciar os rituais de passagem. Confira:

1. Viver o processo de perda

Quando uma pessoa querida vai embora, mesmo que já apresentasse sinais de que em breve poderia partir, é impossível prever o momento de dizer adeus. A sociedade, por sua vez, criou diversas formas de lidar com a solidão e o luto. Pautas como a perda não são muito discutidas na nossa cultura, por exemplo — principalmente quando comparamos a cultura brasileira com outras culturas.

Toda a carga de mistério e receio em falar sobre o assunto faz com que a morte seja temida e, quando ela de fato acontece, pode ser ainda mais difícil lidar com toda a carga emocional que o fato carrega consigo.

É importante lembrar que o processo é inevitável na vida de todas as pessoas, e lidar com ele é uma necessidade. O ser humano precisa viver o luto para ressignificar todos aqueles sentimentos de tristeza que se transformam em rotina para familiares, amigos e conhecidos.

É importante sentir a dor, entender a perda e, depois de assimilar tudo o que aconteceu, estar pronto para transformar o sofrimento em boas memórias e força para seguir em frente. Afinal, a vida precisa continuar.

Um ritual de despedida ajuda as pessoas a assimilarem a perda. A negação é um dos estágios do luto, mas quando dura por períodos maiores pode ser uma questão problemática e contribuir para o desenvolvimentos de doenças como a depressão.

2. Se despedir

Conforme já adiantamos, é muito difícil ter a certeza do momento exato em que alguém vai embora. Por isso, o adeus acaba sendo impraticável na maioria dos casos de perdas. E a importância da despedida final vai além do ato de dizer adeus a quem se ama.

Como a vida — e a morte — são ciclos, eles precisam de um encerramento. Dessa forma, o ser humano mais uma vez consegue ressignificar a perda e, com o tempo, entender tudo o que aconteceu.

A despedida é uma das principais formas de assimilar o luto e encerrar um ciclo. Seja agradecendo pela contribuição daquela pessoa na sua vida, se lembrando dos momentos felizes, se desculpando por eventuais contratempos ou desejando serenidade onde quer que ela esteja.

3. Dar tempo ao tempo

despedida final dar tempo ao tempo

Muitas pessoas dizem que somente o tempo é capaz de curar grandes perdas. Seja qual for a sua crença, a frase faz sentido, afinal, conforme já apontamos por aqui, o luto é um processo que precisa ser vivido. E ele leva tempo!

Hoje em dia, infelizmente existe uma cultura que faz de tudo para “abafar” o sofrimento. O tempo muitas vezes não é respeitado, e pessoas que demoram mais do que o senso comum para superar uma perda podem ser vistas com estranhamento.

Com os rituais de despedida, é possível iniciar um processo de cura que será cada vez mais forte com o passar dos dias, meses e anos. A partir da despedida e da demonstração de amor e gratidão, você terá um marco divisor em sua vida para que, a partir dele, as memórias comecem a ser ressignificadas pouco a pouco.

Pensar em perdas é difícil e, muitas vezes, o melhor a se fazer é afastar os pensamentos.

Porém, quando entendemos o assunto e aprendemos a lidar com ele de forma mais leve, tenha certeza que o processo será muito mais suportável não apenas para você, mas para todas as pessoas à sua volta!

Aprender nunca é demais, e também te convidamos a aprender tudo sobre o processo de cremação.

4. Não ignorar os seus sentimentos

Por um lado, pode fazer bem afastar os pensamentos ruins por um determinado período de tempo, mas por outro, ignorá-los por completo pode resultar em sérios problemas.

De fato, cada um vive o luto da sua maneira, mas algumas pessoas sentem-se tão tristes que querem evitar esse sentimento buscando por distrações que, no fim, não vão ajudar em nada.

Tristeza, solidão e angústia são comuns nessa fase, mas uma pessoa que ignora esses sentimentos pode desenvolver distúrbios psicológicos mais sérios, como a depressão.

Em entrevista para o jornal Estado de Minas, a psicóloga Flávia Sorice, do Grupo Oncoclínicas, comenta que o indivíduo que não consegue processar uma perda, ou então se despedir da melhor maneira, acaba vivendo um luto prolongado e mais complicado.

Portanto, para que você possa aceitar a morte como algo natural e possa ressignificar a sua vida de uma forma mais esperançosa, procure não ignorar o que está sentindo.

5. Importância da despedida final com apoio

Esse já é um dos momentos mais difíceis que todo mundo enfrenta: a perda de uma pessoa que você ama. Ninguém está preparado, ninguém sabe qual será a reação.

Portanto, é fundamental saber como ajudar uma pessoa que acabou de perder um parente ou amigo próximo. E dá para fazer isso mesmo que você não saiba lidar com a morte.

Estar presente no velório ou em outros dias de recaídas, mesmo que não você não fale nada, é fundamental para que o enlutado saiba que não está sozinho e que pessoas próximas se importam com o seu bem-estar.

Um gesto de carinho, um olhar e um abraço já podem ser suficientes para confortar uma pessoa e deixá-la de coração aquecido. O processo de passar pela despedida final, na maioria das vezes, é sobre quem partiu, sobre nós mesmos e sobre aqueles que amamos e também estão sofrendo.

Mas se você é daqueles que gosta de escrever mensagens bonitas, em nosso blog você pode conferir frases e mensagens de luto para confortar quem está sofrendo.

Amparo completo para a despedida final

No meio de tanta dor e dúvidas sobre o futuro, ainda há diversas questões burocráticas a serem resolvidas, gastos e tomada de decisões em relação ao funeral.

Para a despedida final, nada melhor que focar apenas na homenagem e no último adeus, deixando todos os trâmites do funeral para uma empresa especializada.

Para isso e por isso, contar com um plano funerário ajuda quea despedida final seja um processo mais pacífico, em que nossos corações, esforços e afetos estão voltados para aquilo que realmente importa, e não para cuidar de burocracias.

Conheça os planos do Grupo Zelo e descubra como é contar com um suporte dedicado, amparo para toda a família e bem-estar para uma despedida completa e respeitosa. Tudo isso a melhor cobertura nacional! Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre a despedida final, ele foi produzido com muito carinho pela equipe do Grupo Zelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima