Saiba Como é Feito o Traslado de Corpo Para Outra Cidade ou Estado

A perda de um ente querido, muitas vezes, acontece em situações que não se espera, sendo necessário realizar um traslado de corpo para outra cidade ou estado.

Infelizmente, a causa do óbito pode ser consequência de um acidente, longe de onde os parentes estão, ou então o falecido mora em outra cidade e precisa ser levado para lá.

Para que a despedida seja realizada e os parentes e amigos possam prestar as suas homenagens, o traslado de corpo deve ser realizado nessas situações.

Neste post explicaremos tudo o que você precisa saber sobre esse serviço funerário. Boa leitura.

O que é o traslado de corpo?

O translado ou traslado de corpo é o serviço realizado para o transporte do falecido até a sua cidade de origem, principalmente em casos de morte acidental ou súbita.

Esse transporte pode ser realizado entre cidades, estados e até países, caso seja preciso. Porém, é importante deixar claro que no âmbito internacional aplicam-se outras condutas.

Em caso de morte fora do país, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil não se responsabiliza por eventuais despesas, independente se a pessoa é turista ou residente de outra nação.

Caso a família solicite, o traslado de corpo também pode acontecer para mudar o corpo de um cemitério para outro.

Como é feito um traslado de corpo?

Dependendo de onde aconteceu o óbito, a transferência pode ser menos ou mais burocrática.

Essas exigências são importantes tanto para a proteção do corpo do falecido, quanto para os responsáveis pelo transporte, que deverão tomar todos os cuidados sanitários.

Existem três tipos de modalidade para o traslado de um corpo, que são: intermunicipal, interestadual ou internacional. Confira:

Traslado intermunicipal

O traslado intermunicipal é o serviço realizado para transportar um corpo entre cidades. Cada município possui regras próprias, então é importante ficar atento a elas.

Neste caso, é possível contar com o serviço da prefeitura ou de uma empresa privada para realizar o traslado de corpo.

Traslado interestadual

Semelhante ao intermunicipal, o traslado interestadual é o transporte feito de um estado para o outro. Neste caso, as regras soberanas são do estado onde o óbito aconteceu.

Como se trata de uma distância maior, nem toda empresa realiza esse serviço, portanto fique atento ao contrato do serviço da funerária que escolher.

Traslado internacional

No caso do traslado internacional, é preciso verificar tanto as leis nacionais quanto as do exterior.

Geralmente, as regras e condições mudam em cada Consulado, entidade pública que representa um país fora dele. A causa do óbito também interfere nas condições para que o corpo possa vir até o Brasil.

Neste caso, o serviço particular para o traslado de corpo é essencial, uma vez que o Ministério das Relações Exteriores não irá arcar com os custos do transporte.

Tipos de deslocamento

Dentre os tipos de deslocamento, existem os transportes terrestres e aéreo, que são solicitados de acordo com a localidade do corpo do falecido.

Geralmente, o deslocamento terrestre é solicitado para os traslados intermunicipal e interestadual.

Nesses casos, são utilizados carros funerários, que estão de acordo com as regras da vigilância sanitária e demais leis que envolvem esse serviço.

Já em caso de morte fora do país, é necessário o deslocamento aéreo. Porém, dependendo da distância entre estados, também é possível solicitar esse serviço, caso a família deseje agilidade para o velório.

É importante deixar claro que transportar um corpo sem autorização é crime.

Documentação necessária

O traslado de corpo é um serviço que exige diversas regras, portanto, é necessário apresentar uma documentação, que também garantirá a segurança de todo o processo.

Para garantir que tudo esteja dentro das normas, a documentação necessária normalmente inclui:

  • Requerimento de transferência
  • Documento de identidade do requerente e do dono do jazigo onde o corpo será enterrado
  • Cópia autenticada da Certidão de Óbito
  • Laudo médico de embalsamamento
  • Alvará judicial (autorização) para o transporte do corpo
  • Autorização da Vigilância em Saúde Ambiental

Outros documentos podem ser solicitados de acordo com a localidade e o tipo de transporte, como um registro no consulado em caso de traslado internacional.

A funerária que prestará o serviço também precisa seguir exigências legais específicas, como:

  • Os veículos de transporte deverão obedecer às normas vigentes
  • O transporte só pode ser realizado nos veículos e compartimentos de cargas estabelecidos por lei
  • É obrigatório que a empresa funerária tenha um contrato social, um CNPJ válido e o alvará de funcionamento em dia

Portanto, para evitar problemas, fique atento tanto na documentação que a família precisa quanto na da empresa que você solicitar o traslado de corpo.

Quanto custa um traslado de corpo?

O custo de um traslado de corpo varia bastante, pois os preços mudam pelo tipo de deslocamento (intermunicipal, interestadual ou internacional), peso, embalsamamento e distância.

O valor de um traslado de corpo pode chegar facilmente a 6 mil reais. Ao contar com um plano funerário, o custo fica muito mais acessível para a família.

Conservação do corpo

Quando a pessoa está longe do local de origem, no caso de outro estado ou país, é necessário realizar o embalsamamento do corpo.

O embalsamamento consiste na substituição do sangue por uma solução de água e formol, preservando o corpo por vários dias.

Essa técnica é utilizada para garantir a conservação do corpo e a segurança dos responsáveis pelo transporte até a chegada no velório.

Planos funeŕarios incluem traslado de corpo?

A perda de um familiar ou ente querido é sempre muito triste e pode ser complicada devido aos trâmites de um funeral, principalmente se acontecer em um lugar longe dos familiares.

Os gastos com traslado de corpo podem ser muito altos e, por vezes, inacessíveis. Por esse motivo, não é raro que a pessoa falecida acabe por ser sepultada longe dos familiares ou, mais comum, que os familiares necessitem realizar vaquinhas ou se endividar para arcar com esses custos. 

Uma das maneiras de se planejar e evitar este cenário é a contratação de um plano funerário que inclua o traslado de corpo.

Nos planos funeŕarios do Grupo Zelo, os custos do traslado de corpo estão incluídos mesmo nos planos mais acessíveis, a partir de R$ 39,90 por mês a depender da sua localidade*. Você conta, ainda, com serviços como:

  • Taxas incluídas de cemitérios públicos e particulares
  • Preparação do ente querido
  • Coroa de flores e ornamentação
  • 2.000 km para sepultamento fora do domicílio
  • Cobertura para filhos casados
  • Filhos maiores de 21 anos permanecem como dependentes
  • Opcional de cremação
  • Central de óbitos gratuita com atendimento 24h

* Condições variam conforme localidade e valores podem ser alterados sem aviso prévio.

Confira as opções de planos funérios do Grupo Zelo. Nós temos um plano com traslado de corpo que cabe no seu bolso.plano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima